Como escrever bons artigos para o seu site ou blog

Entre as inúmeras atribuições de um webmaster – seja ele web designer, web developer, ou ambos – está a produção de textos online. Mesmo que você não trabalhe produzindo conteúdo para blogs ou sites de terceiros, pelo menos para o seu próprio site você vai ter que fazer isso. Você também vai ter que responder e-mails de clientes e/ou potenciais entrevistadores, e não dá pra fazer isso da mesma maneira que você responde uma mensagem num chat de internet. A forma como você se comunica já diz muito sobre você e isso por si só já pode ser o diferencial que vai atrair – ou afastar – outra pessoa. Então, meu amigo ou minha amiga, se você é daquelas pessoas que detestava redação na escola, mas se tornou um(a) webmaster… Más notícias, mas ela agora é algo do qual não dá mais pra escapar.

Mas calma, não há razão para se descabelar por isso. É verdade que redigir textos realmente bons – não só no texto em si, mas também no layout – não é uma tarefa tão fácil, mas você também não precisa escrever em nível de artigo científico. Existem algumas dicas que, embora simples, podem dar outra cara pro seu texto – e neste artigo eu irei mostrá-las.

 

A regra de ouro

 

Não é só o esforço físico que cansa uma pessoa: existe também o cansaço mental. Quando você, por exemplo, passa horas a fio estudando, ao final você está esgotado. Com os seus textos vai ser a mesma coisa: você tem que imaginar que, quando o leitor entra no seu artigo, ele tem uma “barrinha de vida” na cabeça. Essa barrinha vai diminuindo à medida que ele vai lendo – e você precisa, de tempo em tempo, enchê-la de novo. Tendo isso em mente, use os seguintes recursos para manter a “vida” do seu leitor sempre alta:

1) Use títulos para separar o texto em sessões: foi o que eu acabei de fazer. Após uma breve introdução, eu coloquei um subtítulo “regra de ouro”. Isso dá uma “pausa” na leitura que permite ao leitor “recuperar o fôlego” ao mesmo tempo em que não deixa muito texto junto. Quase todo mundo já desanima de ler – ou lê com pressa – quando vê uma quantidade de texto muito grande junta. Cansa só de olhar.

2) Use imagens como atenuantes: não é toda hora que você vai poder inserir títulos, não dá pra simplesmente colocá-los em qualquer lugar do texto. Eles são usados geralmente em momentos de transição. Como alternativa, é altamente válido usar imagens para ilustrar algum ponto chave do seu texto. Além de quebrar a mesmice causada por um bloco de texto muito longo, imagens são assimiladas pelo leitor muito mais rápido do que palavras.

Use imagens para ilustrar pontos chave de seus textos e manter a atenção do leitor.

Use imagens para ilustrar pontos chave de seus textos e manter a atenção do leitor.

3) Separe o texto em blocos: deixe uma linha em branco entre um parágrafo e outro. Isso vai deixar o texto dividido e bem mais agradável de se ler. Imagine se eu tivesse deixado, aqui neste artigo, todos os parágrafos grudados um no outro? Seria um texto muito mais cansativo de se ler.

4) Justifique o texto: quando se trata de ler um texto, poucas coisas são mais desagradáveis do que algumas linhas mais largas que outras, cada uma com uma largura diferente. Isso pode passar para o leitor e potencial cliente/entrevistador a impressão de que você é desleixado e faz serviço porco. Seja caprichoso(a) e use o Word para justificar o texto e deixar todas as linhas com a mesma largura. Ou, no caso de arquivos HTML, aplique “text-align: justify” no CSS.

5) Humor: pode ser um ótimo meio de manter o leitor interessado no seu texto, mas cuidado, é preciso saber dosar este recurso e usá-lo sem exageros, do contrário pode ficar uma coisa muito forçada e o efeito ser o contrário do desejado. Por exemplo, no começo deste artigo, quando eu escrevi “imagine que o leitor tem uma barrinha de vida na cabeça”, foi uma maneira sutil de descontrair um pouco e fazer o leitor ter vontade de continuar lendo, mas nada exagerado, que tirasse a seriedade do texto. Se usado dessa forma, é saudável, mas não saia fazendo piadas a cada parágrafo, você não está escrevendo para uma coluna de humor e é preciso manter o tom profissional.

6) Seja o anfitrião: você precisa deixar o leitor à vontade e, mais do que isso, mostrar que ele é muito bem vindo na sua página. É de muito bom tom iniciar um texto com uma saudação, nem que seja um “Olá!” ou “Saudações, meus queridos leitores!”, isso por si só já deixa o seu texto muito mais convidativo. Aí você me diz “Mas Leo, você não usa nenhuma saudação nos seus artigos aqui no site!” e eu realmente não uso, mas isso porque eu já fiz esse cumprimento lá na Home do site, quando você, meu leitor, entrou aqui no meu castelo. Uma vez que eu já dei essas boas vindas lá atrás, não é necessário fazer isso aqui novamente. Mas quando você vai publicar em um blog, coluna ou página à parte, eu recomendo fortemente sempre saudar os seus leitores – na entrada E na saída. Em todos os meus textos eu coloco um “Até a próxima!” ou algo do tipo. Isso deixa o leitor com aquele gostinho de “quero mais”, ansioso pelo seu próximo texto. Isso faz com que ele não te esqueça e volte regularmente para checar se já tem conteúdo novo. Assim como os personagens de desenhos animados falam “nos vemos no próximo episódio!”, aqui é a mesma coisa. Isso deixa a pessoa ávida por mais.

7) Não seja um advogado: há pessoas que, para mostrar que possuem um bom vocabulário, usam em seus textos palavras que praticamente só pessoas do meio jurídico conhecem. Você tem que ter uma boa escrita e um bom vocabulário sim, mas também não precisa chegar a esse ponto – você é um profissional da web, não um jurista. No nosso meio, não há necessidade de ser formal demais – basta não ser informal demais. Mantenha o meio termo… Lembre-se que o seu leitor precisa entender de forma rápida, clara e objetiva a mensagem que você quer passar – e não ter que abrir outra aba no navegador para ir pesquisar no Google o significado daquela palavra monstra que você colocou no texto sem necessidade alguma. Seja elegante sim – mas ao mesmo tempo o mais simples e objetivo possível.

a

Por último, mas não menos importante…

 

8) Saiba escrever corretamente: esta aqui não é bem uma dica, e sim uma necessidade mesmo. Se você se preza a produzir conteúdo para sites, o mínimo que você vai precisar é de uma redação decente. Erros de ortografia e acentuação pegam realmente muito mal, e a melhor forma de adquirir um bom vocabulário e também uma boa concordância nos seus textos é: leia, leia bastante. Se você ainda não tem esse hábito, essa é uma boa hora para começar.

Colocando estas dicas em prática, eu tenho certeza de que você será capaz de produzir textos cada vez melhores! Então, mãos à obra!

Até a próxima!

– Rei Leo

CompartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *